Não podemos culpar o capitalismo e o progresso, em si mesmos, por fazer um bem que “corrompe” as pessoas, isso não existe. As pessoas é que carregam essa venalidade em si mesmas. Elas é que são loucas para fechar um esquema do mundo em suas cabeças, para ter a sensação de que entenderam as “regras do jogo” e que só lhes resta jogar até o fim. Mas isso acontece com os frutos do progresso material e tecnológico, tanto quanto com paus e pedras. Uma parte do pensamento anti-moderno é burro como uma porta, por não entender isso. O pecado está sempre aí, você não pode se livrar dele de forma definitiva, com uma reforma social, política, cultural, econômica… esta pretensão é muito estúpida. Então o idiota acha que se as pessoas voltarem a andar a cavalo, ou as mulheres só usarem saias, vão ser mais santas. Como é?! Isto é uma ofensa à inteligência humana, por fazer tamanha bagunça confundindo essência e acidente. E, mais ainda, uma ofensa aos santos de todos os séculos, que não alcançaram nada na base da reforma deste mundo, mas na transcendência de quaisquer circunstâncias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s