Nós só não lembramos das coisas porque não estamos abertos, estamos nos entretendo com o nosso mundinho interior. Por alguma razão sinistra acreditamos que ele vale mais do que o que está lá fora. Se prestamos atenção, se temos presença de espírito, captamos as coisas que estão aí, e não tem mais como perder. Isso aí é o que podemos chamar, ao menos provisoriamente, de juízo efetivo. Em geral a inteligência capta menos do que poderia porque tem muito ruído atrapalhando, mas é ruído de dentro mesmo. Não há problemas na percepção das sensações, nem no poder da memória, a questão é só você concentrar para estar onde você está, enxergar o que está vendo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s