Setenta notas

  1. Tudo o que existe participa do Ser e do Logos, pela vontade divina e pela vontade humana (por concessão), você está o tempo todo dentro de Deus;
  2. O discurso é o território do erro e da feitiçaria, não de deixe enganar e confundir. Confie na realidade dos fatos, e desconfie dos discursos humanos;
  3. A morte é a passagem para o objetivo final da vida, é um fim desejável a seu tempo;
  4. A atualização das possibilidades é inevitável, deve-se agir conscientemente com foco nas próprias decisões o tempo todo;
  5. Na eternidade nenhuma realidade é perdida, tudo é atual. Não existe perda no Ser Absoluto;
  6. Nada escapa à ordem, justiça e harmonia do Absoluto. Todo mal e todo caos são partes misteriosas do Ser;
  7. O Infinito é a realidade última, é tudo aquilo que é, e o que doa ser a todas as coisas que existem. Veja a si mesmo e tudo ao seu redor como realidades que não precisavam existir, e mesmo assim existem pelo amor divino;
  8. O destino das coisas é misterioso, incontrolável e sumamente bom. A vontade de Deus é absolutamente soberana e boa;
  9. Tudo possui proporção e posição na hierarquia do Absoluto. É o seu dever adequar livremente a sua ação a vontade de Deus;
  10. Existir é ser uma individualidade, independente das circunstâncias existenciais. Somos imortais e estamos neste mundo e com este corpo apenas de passagem;
  11. A via da perfeição jamais é alcançada, e jamais pode ser abandonada. A vida eterna é o alvo, uma vida com maior liberdade;
  12. Livre-se do peso das circunstâncias: aceite-as incondicionalmente, é a sua cruz e o seu destino;
  13. Livre-se do peso das ambições: deseje o mistério do futuro, não o planeje, não procure determinar o seu próprio bem para além do seu próprio controle;
  14. Você está livre: não tem a culpa das circunstâncias e não tem nenhuma obrigação para além de vivê-las;
  15. Dependa o mínimo necessário dos outros, busque ser suficiente em si mesmo e pelo amor de Deus. Baste-se;
  16. Desprenda-se de tudo o que teme perder. Desprenda-se dos seus objetos de desejo;
  17. Viva levemente, relaxe. Não leve as coisas excessivamente a sério, pois isto é uma forma de idolatria;
  18. Ajude a quem pede ajuda, até o limite do possível. Veja Nosso Senhor Jesus Cristo na pessoa de cada pedinte;
  19. Não julgue nenhuma pessoa jamais, nem fale mal de ninguém em nenhuma situação;
  20. Livre-se de todos os seus vícios;
  21. Cuide da sua aparência e higiene pessoal;
  22. Pratique exercícios o máximo possível;
  23. Escolha as suas influências. Não é possível se imunizar, porque nós fomos feitos para conhecer. Escolha o que te influencia;
  24. Não existe o não-agir. Escolha as tuas ações conscientemente;
  25. Não espere nada de ninguém, nem desta vida. A sua esperança está na vida eterna, lá é a sua verdadeira morada;
  26. Procure agradar Deus acima de todas as coisas, apenas Ele tem o poder da tua verdadeira libertação;
  27. Não tema nada nem ninguém, exceto Deus. O temor de Deus é o princípio da tua sabedoria;
  28. Aceite as coisas boas com alegria e espontaneidade, deixe-se levar pelas boas sensações;
  29. Não deixe coisas pendentes em nenhuma área da tua vida, cumpra todos os seus deveres rapidamente e da melhor maneira possível;
  30. Só ensine a quem deseja aprender, e o quanto a pessoa desejar. Jamais ultrapasse esta linha, mesmo quando as circunstâncias forem muito favoráveis;
  31. Só participe de eventos sociais quando for convocado;
  32. Conheça uma pessoa sabendo o que ela quer, o desejo é o motor das ações humanas;
  33. Evite o trato social falso e teatral, prefira a solidão, onde só podes ser você mesmo;
  34. Busque o conhecimento em todas as áreas, com a ressalva da primazia do Código;
  35. Faça o que está fazendo, esteja onde você está;
  36. Você é responsável até o limite do seu poder, não se preocupe com nada além disto;
  37. Perdoe sem restrições, mas não aceite o convívio do que lhe faz mal e lhe rebaixa;
  38. Dê mais do que é esperado de você, e sem que lhe seja solicitado;
  39. Prefira ser honesto e sincero sempre que possível, evite a mentira mesmo quando esta for conveniente;
  40. Finja-se de fraco e ignorante, não deixe as pessoas tomarem conhecimento do teu potencial;
  41. Quando o reconhecimento for inevitável, combata a vontade cantando para si o Non nobis;
  42. Evite o ócio a todo custo. Procure algo de útil para se ocupar;
  43. Jamais fique ocioso na presença de outras pessoas, jamais deixe-se perceber em dúvida. Nunca hesite na frente de quem quer que seja;
  44. Use o tempo livre para exercitar o corpo e a mente, que são os recursos disponíveis para o bem nesta vida. Enriqueça-se e levarás contigo o teu tesouro onde fores;
  45. Prefira sempre sofrer uma injustiça a cometer uma, aceite ser prejudicado e conforme-se com a incompreensão alheia;
  46. Não aceite nenhuma liderança humana, você não conhece a motivação profunda dos outros. O mundo humano é regido pelo mal;
  47. Cumpra a sua palavra, e prometa apenas o que pode e deve fazer;
  48. Prefira o silêncio, sempre. Fale pouco e pese bem cada palavra;
  49. Evite as situações de tentação, fuja das armadilhas;
  50. Evite as pessoas corruptas, viciadas e alienadas. Procure a convivência de pessoas melhores que você, e na ausência destas prefira a solidão;
  51. Tenha paciência em abundância, funde-a na esperança final;
  52. Evite a todo custo qualquer influência da cultura popular e da mídia de massa;
  53. Evite desafios gratuitos, só entre em situações onde valha a pena alguma ação, porque vale a pena algum resultado;
  54. Despreze as honras sociais, que são caminhos de corrupção;
  55. Cuidado com argumentos generalizantes e os que empregam entidades abstratas. Lembre-se sempre que só existem substâncias individuais;
  56. Evite a todo custo a participação em grupos de qualquer espécie, prefira sempre o convívio com indivíduos;
  57. Durma o máximo que puder;
  58. Cuide da sua vida, ela é a sua responsabilidade. Não se meta na vida alheia, exceto em casos em que seu conselho seja exigido;
  59. Aceite as privações como sinais a Deus da tua esperança na vida eterna;
  60. Não se iluda de que esta vida é grande coisa, especialmente quando eventualmente parecer que é. Esta vida é patética em comparação com a vida eterna;
  61. Não faz sentido buscar motivação para querer outra coisa além do que já é real, daquilo que é trazido pelas circunstâncias. É um ciclo interminável. A estimulação motivacional produz entusiasmo irracional; o entusiasmo irracional inevitavelmente se confrontará com a realidade; o realismo produz a desilusão racional; e a desilusão requer nova estimulação motivacional;
  62. Busque agradar a Deus sinceramente, porque só Nele pode haver esperança. Todo o bem que lhe é possível, nesta vida e na outra, só pode vir Dele. O que interessa é a vontade de Deus;
  63. Quem lhe propõe algum plano salvador deseja, no fim, apenas o poder sobre você. Isto é feitiçaria. Apenas Nosso Senhor Jesus Cristo pode realmente nos salvar, porque só uma coisa é realmente a salvação: a libertação da vida eterna;
  64. Aprenda a rir de si mesmo. Isto lhe dá a medida do seu verdadeiro tamanho na hierarquia real das coisas;
  65. A falta de glória e de fama é um bem, cuidado com a corrupção do mundo humano;
  66. A felicidade existe e é possível, mas nenhum homem é plenamente feliz. A efetividade da felicidade é reservada para a vida eterna. Tudo o que temos nesta vida são sinais;
  67. Mantenha a calma sempre e especialmente em momentos de crise, de qualquer proporção. Não existem situações desesperadoras, só existem pessoas desesperadas;
  68. Ame as pessoas buscando aliviar ou eliminar o seu sofrimento. É especialmente eficaz a destruição de ilusões que causam o sofrimento subjetivo;
  69. Você deseja viver eternamente. Se você ainda não percebeu como isto é real e possível através de Nosso Senhor Jesus Cristo, só lhe restará uma vida tenebrosa, desesperada e aflita. A vida sem Jesus é de uma mortalidade fatal e absurda;
  70. Sempre é possível ir além quando se enfrenta dilemas morais. Sempre existe a opção de decidir pelo melhor, apesar de haver muitas razões para se decidir o contrário. Persistir no melhor, insistir neste caminho apesar de todas as pressões em sentido contrário, é destacar-se na guerra espiritual. Aos soldados mais avançados, Deus dá melhores armas para o combate, recursos que são sobrenaturais. Os superpoderes são recebidos na via aberta pela liberdade humana ao transcendente: o sujeito que decide para além do condicionamento animalesco e social está impondo algo da ordem do Infinito na sua realidade. O Infinito recebe este “contato” e retorna os poderes, conforme as necessidades circunstanciais.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s