Alguém ainda quer pedir responsabilidade aos irresponsáveis?

No meio da bagunça, sempre surgem os institucionalistas a bradar a Constituição e a decência civilizada do Estado de Direito, ignorantes até a medula do que é política no seu sentido mais completo e histórico.

Alguém me solta essa no espaço do “Leitor” da Veja de 22 de julho: “A temporalidade dos mandatos está presente nas organizações do Estado brasileiro, sendo, por meio das urnas, a melhor forma de destituirmos um chefe de Estado. Que os cidadãos responsáveis pela recondução de Dilma Rousseff à Presidência da República –não me incluo nesse rol– sejam mais criteriosos e menos ingênuos nas próximas eleições.”

Quem será que está sendo realmente ingênuo?

Uma parte dos eleitores de Dilma Rousseff não sabe sequer o que significa ser “mais criteriosos”, e a outra boa parte, regrada pelas verbas do assistencialismo e do funcionalismo público, possui o critério infalível do amor pelo próprio bolso.

Onde é que esses cidadãos institucionalistas estão com a cabeça?

As palavras não podem mudar a realidade. Por mais bonito que falemos, a realidade segue o seu rumo indiferente às nossas moderações cívicas.

Concordo, é claro, democraticamente, com a solução das urnas. Mas essa solução não pode de maneira alguma sair do nada, como mágica, como se pudéssemos pedir responsabilidade aos irresponsáveis por puro encantamento das nossas virtudes democráticas. Não vai rolar.

Temos que fazer política. E política dá trabalho, um trabalho que quase ninguém quer fazer. E daí, como diria Platão, a política fica largada aos seus interessados.

É muito mais fácil reclamar e dizer que os sagrados ritos institucionais devem ser preservados… preservados para o quê? Para o estupro petista?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s