Verdade seja dita

Para quem sempre esteve incrédulo com a força das instituições brasileiras, esta semana está rendendo alívios e esperanças, pelas ações de MP, PF e STF.

Cabe sempre a ressalva de que à parte o rigor no cumprimento da Lei, sempre existe o corporativismo para ajudar a “dar impulso”.

O que não diminui, é claro, o valor dos acontecimentos. Ter um banqueiro e um senador presos no mesmo dia é uma conquista admirável, que se ampliará na medida em que estes fatos constituírem não o fim, mas o começo da lavagem à jato que o país requer.

Hoje permito-me um pessimismo menor com o país, mas ainda não um otimismo franco e aberto. Os maus fundamentos continuam esparramados pela sociedade, especialmente a maciça população pendurada no Estado, através de assistencialismo e funcionalismo.

O que nos leva ao outro lado desta história: se as instituições de fato estão funcionando minimamente (por rigor ou corporativismo, ou por um pouco de cada coisa), resta aos agentes políticos realmente opostos ao que está aí (o esquerdismo em geral) mostrarem os seus projetos e objetivos.

Em suma: para o país realmente melhorar politicamente muita coisa tem que acontecer ao mesmo tempo em várias frentes.

Verdade seja dita, hoje foi um dia de vitória, mesmo que limitada, para a nação. Tem que ser a primeira de muitas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s