Notas do Facebook

 

Notas que tomei no meu Facebook, num dia inspirado:

Estou me dando conta, mais claramente agora, que talvez a minha vocação seja como um filho que Deus me deu. Embora felizmente eu não o tenha abortado, ao invés de cuidar dele com todo afeto e atenção, larguei na rua para vender bala no farol da esquina, enquanto eu “cuidava da minha vida”. Preciso tratar disso urgentemente e trazer esse filho de volta para casa. Nem que para isso seja preciso eu mesmo vender bala no farol. Eis uma beleza da paternidade aí: quanto mais você se sacrifica, mais digno é daquilo que criou.”

Nos meios, métodos e formas de atuação da vida intelectual no Brasil, as concessões à escrupulosidade metódica, ao carreirismo, ao formalismo, etc., devem necessariamente ser limitadas quando não extintas. Ao contrário, certas vezes uma bagunça ajuda. ‘Queste cose hanno bisogno di um pò di confusione‘, né?

Quando você ama uma virtude, passa naturalmente a admirar e a imitar aqueles que a amam mais do que você. Porque você quer ser como eles são. Nada mais natural, portanto, que os mais avançados na virtude sejam amigos e generosos com os aprendizes, pois vê nestes, mesmo que fraca, a mesma centelha que os anima. A incapacidade de compreender o funcionamento disto é diretamente proporcional à corrupção do coração, que produz ao contrário da amizade a indiferença, e ao contrário da generosidade a maledicência.”

Tem pessoas que detestam tanto a sabedoria que, se você perguntar firme ‘QUAL É O SEU NOME?’, pode ser que digam que não sabem ao certo.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s